Apoio aos  Artistas

No actual mercado artístico e cultural, a necessidade do apoio aos agentes culturais é bastante forte. Um pequeno gesto pode fazer toda diferença na vida de um jovem artista ou de qualquer outro agente cultural que pretenda materializar o seu projecto. A Fundação Arte e Cultura não abdica por isso a sua entrega na alavanca de projectos que tendem a desenvolver o mosaico cultural e artístico Angolano.

Exposição Colectiva-Emancipação (7).jpg
Ano 2019-2020

 

Nos últimos doze meses vários foram os projectos e iniciativas culturais apoiados pela Fundação Arte e Cultura, desde os projectos com a Galeria Tamar Golan (exposições individuais e colectivas) e com o Wiza Anfiteatro  (concertos e hows de entidades privadas e colectivas), entre outros.



Apoio à Cultura

O apoio à cultura gera resultados positivos tanto para os artistas, através do incentivo à geração de renda e maior profissionalização do sector, como para a população, através da democratização do acesso aos bens culturais e reforço da identidade nacional. Hoje, a Fundação Arte e Cultura não patrocina projectos de forma directa como foi no passado como mostra a cronologia abaixo.

Anos anteriores

Os projectos apoiados pela Fundação remontam a 2010, com as primeiras iniciativas no sector, como exposições, publicação de livros e eventos de cariz social (por exemplo, a Exposição Anatomilias, o livro O Guloso, a Nova Estrela e o Natal dos Sorrisos. Nos anos seguintes, ainda no âmbito do projecto, "Apoio à Cultura" foram patrocinados projectos emblemáticos como "Amostra Mulher", "Atelier Monumental", "Coopearte", "Erros que Matam", "Lueji", "O Nascimento de um Império'', exposição "Axiluandas", "Luanda Cartoons" e "Mukua Soft".

E estivemos também na "Casa da Música" (hoje "Escola de Música", "Ser Palanca", "Médicos Palhaço", exposição "Verde", "Desperta o Campeão que Há em Ti," ''A voz e o Percurso de um Povo'', "Biografia de Elias Dya Kimuezo", ''No Feminino'' e "Por Detrás do Ódio", entre muitos outros.